Tarefa dada, tarefa cumprida! MEIA DE FLORIPA 2011


Yes! Corri mais uma Meia Maratona!

Logo no começo do ano quando estipulei correr duas meias maratonas em 2011, me identifiquei muito com a Meia de Floripa. Clima "frio" e percurso "plano" (era o que prometia), além de ser um lugar encantador para correr!

Me planejei, me inscrevi e mesmo com alguns percalços consegui participar dessa prova.

Por conta de compromissos familiares só conseguimos chegar em Florianópolis na véspera da prova por volta das 10 da noite.

O Fabiano foi muito querido e gentilmente retirou o meu kit. Assim que chegamos em Floripa fomos até o hotel onde ele estava hospedado juntamente com as #runningdivas Vanessa e Letícia. Peguei meu kit e depois fui jantar com o maridão que me acompanhou nesta aventura. Diga-se de passagem, jantamos num restaurante divino e comemos uma massa espetacular.

Final da história, chegamos no hotel mais de meia noite sendo que tínhamos que levantar por volta das 5 da matina.

DIA DA PROVA


5:20 estava de pé. Tomamos café e fomos buscar o Fabiano, Letícia e Vanessa para então seguirmos para a concentração da prova.

Antes da largada encontrei a querida Ingrid! Adorei conhece-la pessoalmente. Menina linda e super simpática. O "zoião" azul é ainda mais bonito ao vivo :)


A largada que estava marcada para as 7:30 atrasou 10 minutos. Enquanto isso o clima que estava frio foi esquentando com a chegada do sol. Esse era um dos meus medos: CALOR!

Foi dada a largada! Todas as distâncias (5, 10 ou 21) largaram ao mesmo tempo. Procurei segurar meu ritmo pois sabia que se eu apertasse logo no começo teria problemas nos quilômetros finais.

Passei o 1º km num ritmo tão confortável que nem percebi que já tinha corrido 1km.

O percurso não era tão plano como foi divulgado pela organização. Duas subidinhas que eu já esperava: o acesso  à ponte, ida e volta. Mas além delas ainda haviam mais duas! Não eram tão longas e nem muito ingrimes, mas depois de já ter corrido uma boa distância considerei aquilo como um grande desafio!

Nos primeiros quilômetros consegui manter um ritmo bom, pace abaixo de 6 min/km. Isso me deixou muito satisfeita! ATÉ QUE minha canela esquerda que  estava se comportando muito bem, resolveu dar o "sinal de vida" (ou de morte?). Isso foi lá pelo km 8.

Não era nada insuportável, mas não estava nem na metade da prova. Tentei desfocar a dor e seguir em frente. Eu terminaria aquela prova nem que fosse me arrastando!

O quilômetros foram passando e mesmo com o sol o clima estava muito fresco. Uma brisa maravilhosa dominava a Avenida Beira Mar.

As primeiras marcações de quilometragens coincidiram com as do meu Garmin. Mas conforme foi passando os quilômetros isso mudou. Enquanto meu relógio registrava "mais 1 km" as marcações da organização ainda demoravam aproximadamente 200 metros para acontecer.

O tempo foi passando e o meu ritmo foi caindo. Por mais que eu tentasse manter o ritmo inicial, não conseguia. Meu pulmão aguentava, minha perna "direita" também, mas canela esquerda não colaborava.

No 10ºkm  foi distribuído isotônico.  Eu que não uso aqueles géis durante prova (nem treino) preciso de um gatorate da vida para resgatar um pouco das energias. 

Entre o km 14 e 15 eu precisei caminhar por alguns metros. O psicológico falou mais alto e minha perna também!

Finalizando a avenida beira mar eu olhava para cima e via aquele monte de gente correndo em cima da ponte. Lindo de ver! E sabia que em pouco tempo eu estaria lá também.

O acesso a ponte foi bem puxado. Precisei caminhar mais uma vez. Minha perna poderia dar "PT" se forçasse demais por ali.

Quando o percurso "aplainou" novamente voltei a correr. Fiquei fascinada em ver aquela galera correndo lá em baixo, com vista para o  mar e de fundo a ponte Hercílio Luz! Deslumbrante!

Terminando a ponte eu olhei para o relógio e vi que se eu acelerasse um pouquinho conseguiria bater meu recorde na meia maratona. Mas infelizmente minha canela não me obedecia.

Para piorar tinha mais uma sudinha me esperando, que naquele momento parecia mais o Pico do Jaraguá! Mesmo assim não andei. O ritmo caiu, claro, mas decidi que não andaria mais até o final da corrida.

Quando por fim entrei na avenida final, a adrenalina tomou conta de mim. Vinha um vento muito forte contra. Parecia que eu estava nadando contra a correnteza. 

Mesmo assim acelerei mais que pude naquele momento. Meu relógio já tinha marcado 21,1km e o pórtico da chegada ainda estava longeeeeee, ainda faltava mais de 300 metros! Não tinha jeito, o negócio era não parar.

CONSEGUI e completei mais uma meia maratona! Fechei em 2:11:10. FELIZ DA VIDA!

E o melhor foi finalizar a prova e encontrar meu marido na chegada!

Aliás, isso me motivou muito durante toda a prova. Quando o cansaço batia eu lembrava dele lá me esperando. Pensava muito no meu "trio parada dura" lá em casa com a vovó.

Em vários pontos da prova lembrei de amigos que me incentivaram muito. No km 10, onde a dor realmente confirmou que veio para ficar, lembrei da querida portuguesa Ana Pereira, amiga "virtual" de longa data. Sempre de longe mas que parece estar tão perto.

Lembrei muito também da Elis e da Regina, que no dia anterior enfrentaram 52km na montanha! Isso me dava muita força. O Rogério Tavares também um amigão nestes últimos meses!

Pensava em meus amigos que naquele momento também enfrentavam um desafio: a Maratona de São Paulo! Muito mais desafiador que a minha corrida!

Nos momentos que a vontade de caminhar era maior lembrava dos dias congelantes em que saí da cama quentinha, madrugando para ir treinar e assim poder realizar aquela prova tão esperada!

Esses pensamentos todos me motivaram a jamais desistir e dar o melhor de mim.

Quando passei pelo pórtico da chegada veio uma vontade imensa de chorar, um nó na garganta  pela sensação de missão cumprida!

Fui pegar minha medalha que tanto esperei. Faltando uns dois quilômetros para terminar a prova já via muita gente com a medalha estampada no peito e pensava que em pouco tempo eu também estaria exibindo a minha por aí!

O mais bonito foi que não me entregaram a medalha num saquinho plástico ou enroladinha dentro da sacola com os lanchinhos pós prova. A recebi diretamente no meu pescoço! Simples gestos que fazem toda a diferença!
Minha suada medalha
Por fim gostaria de agradecer de coração todos amigos que ajudaram a chegar em mais essa conquista! Obrigada ao meu maridão que mesmo não curtindo correr se aventurou nessa comigo!

Antes da largada
Se preparando


Adorei essa foto.. lá no fundo o mar de pessoas correndo!
Minha tão esperada chegada!

Descabelada e feliz!

Nem da pra perceber a cara de cansada né?

O verdadeiro "pipoca" da corrida

Eu e Dani

28 comentários

  1. Jackeeeeeeee que emoção!!! Parabéns querida...viu você conseguiu.
    Vamos fazer a 1/2 da Asics???
    Boa Semana e cuida da canela viu.

    Fabi =)

    ResponderExcluir
  2. Jacke, que felicidade!
    Tuas fotos estão lindas e tua performance foi incrível.
    Tu me destes sorte!!!!
    Gostei mesmo de te encontrar e sei que teremos várias outras chances.
    Um beijo amiga e te cuida!
    Ingrid

    ResponderExcluir
  3. ah.. esqueci de comentar... aqui no sul a medalha é sempre colocada no pescoço quando chegamos, nunca recebi ela no saquinho.

    ResponderExcluir
  4. Parabéns!

    Ótimo relato, pelo visto os treinos e a dedicação valeram a pena. Mas o mais importante foi a inspiração, né?

    Que venham mais e mais provas (vai rolar uma maratona tb?)

    Inté,
    Shigueo
    satrijoe.wordpress.com

    ResponderExcluir
  5. qdo vc disse que quase chorou na chegada... senti isso tb na minha primeira corrida!! 2006... foi demais!
    ano que vem volto firme na correria, ah sim!!

    bjs vc eh fodonaaaaa

    fabiola

    ResponderExcluir
  6. Bela experiência, Jacke.

    Não corri em Floripa ainda, mas a cidade sei que é linda. Deve ser demais 'ganhar' o asfalto naquela beira-mar. As fotos tb estão boas. Dá ainda mais vida ao texto.
    Quero ir a Maratona do Rio este ano, mas pra correr prova mais curta que os 42km195. Vamos ver!
    Semana que vem tem TFRun Series no Villa Lobos de novo. Estaremos lá!
    Parabéns pelo esforço em todos os sentidos, Jacke!

    Abrs

    Everton Domingues
    www.passadasfirmes.blogspot.com
    @tatolimpico

    ResponderExcluir
  7. Gostei do termo "Tarefa dada, tarefa cumprida! MEIA DE FLORIPA 2011" e fico feliz em saber que vc conseguiu concluir mais uma etapa parabéns, mandou bem paulista em terra sulista, já eu sou contrário de vc, prefiro mil vezes o sol do que o frio...kkk, legal que também teve vários twittersrun correndo essa prova e vc pode conquistar mais uma nova amiga corredora a grande e incansável Ingrid, legal que o seu psicológico lhe ajudou, o engraçado que eu já estive várias vezes em Floripa treinando e nos dias que estive lá nunca aparecia uma corrida para correr, mas treinava nas folgas e daí ano passado em outubro quando retornei de novo a svc em Floripa quando eu desembarquei na Base Aérea tava rolando uma corrida que droga...rsss...Mais uma vez parabéns Paulista...Continue mantendo o foco e espero que essa dor que vc sentiu tomou doril.

    Bons treinos,

    Jorge Cerqueira
    www.jmaratona.com

    ResponderExcluir
  8. Parabéns!!!! Os treinos e todo o sacrificio valeram à pena, né?
    Muito bom Garota!
    Agora cuida da canela, nós duas sabemos que isto é um problema que só se resolve com repouso.
    Beijos
    Adriana Frasson

    ResponderExcluir
  9. Flor, parabéns por mais esta conquista!
    Vc é um exemplo de dedicação!
    As fotos estão lindíssimas!
    Que legal que conheceu a INgrid, tb quero conhecê-la.
    Beijossssssss

    ResponderExcluir
  10. Oi JACKE, nossa a prova foi linda demais, muito emocionante mesmo!!
    A temperatura estava muito gostosa. Aquele morrinho no final tava pegando né? Fiquei ali meia hora dando força.
    Mas olha Jacke parabéns pela sua conquista! São pessoas como vc, que vencem a distância, a agenda, as dores que me inspiram a cada dia!
    Beijo!!

    ResponderExcluir
  11. Parabéns Jack, é realmente uma sensação incrível! Agora cuida desse pé! Eu estou sem correr todos esses dias, o meu pé deu P.T. total! Bjs Elaine Bido

    ResponderExcluir
  12. Sei muito bem que ela passou.Após semanas de treinamento duro,nas quais chegou pensar em desistir,Foi um dia "memorável e fantástico..." Agora ela vai comprar briga de peixe grande;"MARATONA"

    ResponderExcluir
  13. Jacke, parabéns!!!!
    Com tantas dificuldades e dores vc foi super bem!!
    Como te disse anteriormente, nós duas, assim como muitas mulheres, não conseguimos seguir uma planilha à risca porque temos pequeninos que dependem da gente. E, mesmo assim, treinamos e fazemos tantas coisas que finalizar uma prova dura como essa é sempre uma vitória.
    Pronta para a meia da Asics?
    Nessa vamos detonar...hahaha.
    Super bjo

    ResponderExcluir
  14. Jacke,
    Parabéns!! Que bela conquista! que te dê animo para continuar treinando.
    PS domingo vou para minha primeira meia, espero que o joelho me deixe terminar...
    abraço,
    Sergio
    corredorfeliz.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Ah... que lindo Jacke!
    Adorei o relato.. eu não me vejo correndo 2 horas seguidas. Parabéns mesmo!

    ResponderExcluir
  16. Sensacional, parabéns amiga...lindo relato e bela performace.valeu!

    ResponderExcluir
  17. Do jeito que você contou, deu pra imaginar e vivenciar um pouco de cada momento da sua corrida. Você é firme e superou mesmo com o percalço. Você é guerreira, gosto de pessoas assim. Abraço.

    ResponderExcluir
  18. Oi Jacke,

    Parabéns pela prova, vc foi sensacional!!!

    Pelo seu relato deu pra imaginar e sentir toda a sua emoção.

    Bjos,
    Dani
    correndoemagrecendo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Amiga Jacke !!

    Fiquei com água na boca de vontade esta aí também que lugar maravilhoso para praticar corrida ., simplesmente showww foi e ssa prova ., suas fotos e seu relato também ficou showw parabéns !!!

    Romildo

    ResponderExcluir
  20. Jake
    Parabéns pela corrida, tu foi muito bem....as fotos ficaram um show.....
    Bjs
    CRIS

    ResponderExcluir
  21. Fotos lindíssimas!!! Parabéns pela prova!!!
    Bjs

    ResponderExcluir
  22. Que lindo relato e que bela experiência foi correr essa meia, hein, Jacke? Parabéns por ela, tenho certeza de que você sai ainda mais fortalecida e confiante para os próximos desafios que virão. Siga sempre assim, determinada, inspirando a todos que te acompanham.

    ResponderExcluir
  23. "CONSEGUI e completei mais uma meia maratona.../...FELIZ DA VIDA!"

    E que mais se pode querer Jacke? É mesmo para isso que corremos, sermos e estarmos Felizes da Vida! Muitos Parabéns e obrigada pela lembrança. É verdade, apesar da distância, o tempos que nos "acompanhamos" mutuamente, nos faz sentir próximas muitas vezes :)

    E um dia, um dia ainda havemos de correr juntas! Uma Meia, uma Maratona... quem sabe? Aqui ou aí.... (estou cheia de boa vontade que isto em Portugal a vida está durinha, bem durinha e ir ao Brasil neste momento, para mim só em sonhos, mas não começa tudo pelo Sonho?

    Um grande beijo e boa recuperação

    Ana Pereira

    ResponderExcluir
  24. Oi Jacke,
    Que gostoso correr rodeada dos amigos, né? Fiquei com muita vontade de estar com vocês. Acabei de ler um post do Roberto no http://corridaderuaecicloturismo.blogspot.com/ que fez o Desafrio e depois seguiu até Floripa pra correr a meia, mas eu não ia ter condições, kkkk.
    Muitas fotos legais, hein? Eu não sabia qie tomava tanto tempo escrever no blog, rs. Mas tô me acertando e aprendendo com vcs. Parabéns!
    Regina
    http://vetcorrida.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  25. Ainda que bem atrasado, não poderia deixar passar essa conquista em branco. Parabéns pelo provão! Muito bom ser movido por desafios...e ai, qual o próximo??

    ResponderExcluir
  26. oi, jacke!!!

    parabéns!!!
    que relato lindo, emocionante!
    é tão bom quando a gente se desafia, e vai ao até o fim, em busca de conquistar nossos sonhos!!!
    a emoção é maior!
    é tudo muito marcante!

    as fotos ficaram lindas!
    e eu acho um charme essas fotos em preto e branco;)

    tão bom quando o marido acompanha a gente, né;)´
    eu me sinto mais segura quando sei que meu marido está me esperando rsssssss
    é uma sensação de conforto, de abraço, de estar em casa...

    obrigada pela lembrança, jacke!
    também lembrei de você e de alguns amigos que correm em urubici e foram lá pla floripa no dia seguinte correr a meia! ô pessoal guloso rssssss

    bom, missão dada, missão bem cumprida;)
    agora é sonhar com os próximos desafios;)

    bjs
    ah, melhoras aí na canela!
    e a ingrid é uma simpatia mesmo! não a conheço pessoalmente, mas só de ler os comentários dela, já sei que uma pessoa legal!

    http://elismc.blogspot.com

    ResponderExcluir
  27. Oi, Jacke! Desculpe-me pela demora em passar aqui! Parabéns pela missão bem cumprida (e comprida, também! Rsrsrs). E que venha as próximas! Vamos treinaaar! Bjs.

    ResponderExcluir
  28. daeee jacke, que show heim, gostaria de ter ido a Floripa. Pra mim só ano ue vem, muito bonita a medalha e o local é claro, nem se fala hehehe

    Abraços

    Tiago Antunes

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!
Será um grande prazer ler seu comentário!