Saldo de 2014

2014 foi um ano de muito altos e baixos para mim. Talvez até mais baixo do que alto, dependendo da ótica que eu olho... Porém como acabo de dizer, tudo é uma questão de ótica, pois todo baixo que eu passei em 2014 pode me servir de trampolim para que eu viva melhor daqui para frente.

De 2013 de 2014 vinha num pique muito bom de treino. Tinha realizado meu maior desafio que foi a Uphill. Mantive os treinos mesmo com alguns momentos depressivos.

Em abril fui para Santiago e participei da minha primeira (e única até agora) prova fora do Brasil. Voltei para o Brasil com um recorde pessoal, fechando a Meia Maratona em 1h54m "alto"... Realmente foi uma surpresa e uma alegria muito grande para mim. 



Em maio vinha outro desafio... A maratona de Porto Alegre me esperava. Confesso.. não treinei.. Fui relaxando a cada dia... achando que "meu histórico" de treinos daria conta.

Faltando uma semana para a maratona senti uma dor que nunca havia sentido no quadril. Naquele momento até pensei ser algo específico do treino daquele dia, mesmo assim parei e me poupei aquela semana.

Corri a maratona...Foi um desafio muito grande.. Entre trancos e barrancos terminei a maratona em 4h27m.  Apesar dos apesares não me arrependo em nenhum momento.


Valeu muito a pena... Conheci Porto Alegre, encontrei amigos virtuais que se tornaram reais... tive momentos muito bons por lá... e corri minha 3ª maratona.

Voltando para São Paulo tentei voltar a treinar e a dor no quadril estava cada vez pior... Mas não queria parar. Claro, nunca quero.

Mas não teve jeito. Fui ao médico e foi diagnosticado que estava com uma fratura de stress no quadril que me impossibilitou de fazer qualquer atividade física que movimentasse os membros inferiores.

Nesse meio tempo tinha me inscrito para correr a maratona de Buenos Aires juntamente com a Giselli do Divas... que obviamente tive que abrir mão.

Os meses foram se passando e a dor persistia... Passado 3 meses consegui voltar a correr. Com um pouco de medo voltei com as aulas de bike na academia pois o impacto era menor... Mas não durou muito, pois logo fiz uma cirurgia que me rendeu mais 3 meses de molho.

Saldo desses 7 meses: 7kg a mais na balança :(

Durante esse período passei muito stress em alguns aspectos da minha vida. Como disse no começo do post, tive "muitos baixos" e a corrida que sempre foi minha aliada para aliviar a carga de stress, não pôde ser meu escudo dessa vez... Automaticamente a comida era minha válvula de escape (inconscientemente e conscientemente).

O ponteiro da balança ia subindo e eu começava ficar ainda mais depressiva. Mas ao invés de eu decidir entrar na linha, comia ainda mais! Era um círculo vicioso. Quanto mais a balança mostrava que estava engordando, mais deprê eu ficava e mais chocolate, sorvete, bolos me entupia.

Enfim... O segundo semestre foi bem complicado... Longe dos treinos, depre... trabalhei mal, não dei a merecida atenção aos meus filhos, relaxei com  a saúde física e mental.

Por isso é notável que o blog ficou abandonado... 

Em novembro com o mal estar que estava sentindo... as calças já não estavam cabendo e a falta de estímulo para voltar a correr decidi comprar uma bike e começar a ir ao trabalho pedalando. Melhor investimento que fiz... Não emagreci pedalando (ainda), pois continuava na loucura de que deveria comer para satisfazer a depressão... e ainda me sentia no direito de comer mais só porque pedalava 20km por dia.

Ciclovia Pinheiros - Boa parte do meu trajeto acontece aqui

Porém a ida e a volta ao trabalho me fazia muito bem.. Não me dava o mesmo prazer que a corrida me proporciona, mas ainda assim aproveitava aquele momento para refletir, gastar um pouco de energia e introduzir um pouco de endorfina na veia. 

Chegou dezembro.. já estava inscrita na São Silvestre.. Mas por pouco não fui também.. Havia até desistido. Mas por incentivo de amigos decidi ir. Para me animar lá fui eu atrás de uma fantasia.. Sabia que não correria para tempo (nunca corri São Silvestre para tempo e não seria agora que iria). Queria correr para me animar a voltar a correr. Então aproveitei para fazer algo que já estava ensaiando há mais de 5 anos: correr fantasiada.


Foi uma experiência muito gratificante. Sofri muito.. Voltar a correr debaixo de um sol escaldante... mas estava muito feliz... Olhando as criancinhas durante o percurso falando: "Mamãe, olha a Chiquinha"... era muito gratificante.

2015 chegou

E quero mudar tudo que fiz de errado. Levantar a cabeça e bola pra frente. Nunca é tarde para recomeçar. Eu acredito muito nisso.

Adoro ano novo.. Fazemos muitas promessas... Eu faço muitas promessas... E tento segui-las. 

Já conversei com meu técnico Wanderlei para voltar a treinar com ele. Já tenho algumas metas, que pouco a pouco vou colocar aqui no blog.

Uma delas é voltar ao meu peso ideal.. Tenho uma jornada pela frente... Perder os 7kg que apareceram por aqui. Com a corrida e a dieta acredito que não será tão complicado.

Hoje corri 9km no parque Villa Lobos. Um desabafo: não digo que me senti uma baleia, mas uma porquinha pronta para o abate kkkkkk

Vou reverter isso... E muitas coisas boas irão  acontecer...

Como diria meu técnico WO, pensamento positivo... Você atrai o que você pensa.. Se pensa coisas ruins, atrai coisas ruins.. Se pensa coisas boas, são elas que virão até você!!!

Então, bora atrair coisas boas!!!

BONS TREINOS e FELIZ 2015!!!



Um comentário

Obrigada pela visita!
Será um grande prazer ler seu comentário!